Arquivo Histórico

Criação do Fala MEU! Para todos

Autor: Thiago Rosa

Desde que voltamos com o Fala Meu!, isso há quase dois anos atrás, nossa idéia era fazer um veículo informativo, bem criativo e com a cara jovem que o “jovem” gostaria de ler. De lá pra cá só implementamos melhoria como o aumento das letras para enxergar melhor, a diagramação mais limpa com linhas mais modernas e espaços bem elaborados para tirar um pouco a poluição visual e, consequentemente, aliviar o cansaço da vista.

Aumentamos o número das páginas: retornamos inicialmente com quatro, pouco depois passamos a ter seis, chegamos a fazer edição especial com sete, já que é virtual mesmo e não precisa só ter número par de páginas, e fixamos mais tarde e felizmente com oito. Apesar de ficar super bonito no mês passado quando fizemos um especial da 50ª edição com 12 páginas, onde o Fala Meu! ficou charmoso e ganhamos vários elogios a respeito e, com certeza, pelo conteúdo das matérias, com toda nossa humildade, foi uma das melhores edições que publicamos desde seu início. Foi algo realmente para se comemorar. Mas por enquanto ainda nos mantemos nas oito páginas, já que supre por até então as nossas necessidades e atinge os nossos milhares de leitores espalhados por todo estado de São Paulo, alguns cantos do Brasil e inclusive em outros países, que recebem todo mês através do email nossa edição que buscamos fazer com todo o capricho.

Para atender ainda ao público de mocidades que vira e mexe fazem eventos diversos espalhados por todos os lados, e como o FM! não tinha espaço sobrando para divulgação e propaganda, foi lançado no final do ano passado o “obs!”. O primeiro filho de nosso Boletim que veio simplesmente para ser um grande divulgador de eventos e agendas culturais que se estendem aonde quer que ele chegue.

São melhorias que buscamos conforme nossa pesquisa que realizamos boca-aboca, por onde quer que estejamos presentes. É legal ouvirmos do público que tal matéria foi legal, que utilizam algum texto na mocidade, que levam para o amigo que gostou do modelo e da comunicação que exercemos, que espalham no serviço, ou quando recebemos e-mails com críticas, elogios ou mesmo discordando de nossas propostas e temas.

Neste tempo todo já tivemos também bastante colaboradores. Começamos com quatro fixos. Já alteramos quase todo o quadro por vontade própria das pessoas que quiseram se afastar, por motivos múltiplos, e já chegamos a ter mais de 10 em uma única edição. Colunas foram tiradas, nomes foram trocados, e órgãos diferentes do Movimento Espírita foram chamados para ter seu espaço em cada edição. Afinal, Fala Meu! nada mais é do que “Fala Mocidades Espíritas Unidas!”. Então, nada melhor do que a união de grupos, mocidades e órgãos para dedicar o nosso Boletim a todos os tipos de jovens que fazem parte da doutrina Espírita e que gostam do nosso formato de expor idéias. Isso porque não somos imutáveis, já que estamos sempre com coração e mente abertos para aceitarmos qualquer tipo de evolução ou mudança necessária.

É ao mostrar tudo isso que aproveitamos este mês para lançarmos mais um filho do FM!. “Fala Meu para Todos” é nada mais que uma ferramenta simples para atender o próprio público que nos solicitou todos os textos das edições do Boletim em um formato mais simples, de modo que os artigos e matérias possam ser levados para estudos em grupos e fica mais fácil para deficientes visuais poderem ler todo conteúdo que escrevemos.

Com formato em arquivo de texto, agora todo o mês o leitor receberá o Boletim Fala Meu! e o Fala Meu para Todos. Afinal, temos que atender à todos e integrarmos em todos os meios. Uma boa leitura e um ótimo Fala Meu! para todos nós.

Fala MEU! Edição 51, ano 2007
Palavras Relacionadas