Arte e música

Música

Autor: Raphael Bispo

Uma melodia pode te deixar feliz ou triste, com raiva ou em plena calmaria.

Para que serve realmente a música? E quando falamos de música em relação à mocidade espírita, qual seu sentimento diante a sua poesia? E quando adentram os seus ouvidos e passam pela sua mente, o que você pensa?

Lembre-se que ela não pára no seu raciocínio, ela continua a agir dentro de você até chegar no seu coração. E, depois de você pensar na música desta forma, qual será então o seu sentimento?

Não pense que ela parou agora, ela continua a agir, vai até seu espírito e atinge profundamente a sua alma. Quantas vezes paramos para pensar o quanto é importante a música na nossa vida?

Em um momento alegre, qual sua música preferida? Quando há o amor, que música torna tudo especial? Em um momento de carinho, que música te felicita? E quando há tristeza e sofrimento, que música te auxilia?

O texto a seguir foi criado com várias outras músicas de mocidade espírita. O que pensar então? O que sentir com um texto montado com várias músicas? Veja:

A música em texto

O que será a alegria de viver?

Vim dizer, quer saber?

Nas seivas da Terra, cortando o silêncio da noite que está tão leve lá fora com toda a certeza e toda a pureza do meu criador.

Descer o rio até o amanhecer para os pés tocar, com os braços abertos, pulsando esperança eu vou pra qualquer lugar.

Sua dor também minha, então darei de mim, pra ser o que for e onde quer que eu for, mas que brilhe no mundo todo, tudo aquilo que te faça feliz.

Sem cercas nem muros pra que eu me lembre que os sonhos não estão distantes.

Nunca esqueça o seu valor até o último instante.

Vim dizer que esta vida é mesmo tão rápida, virtudes temos que semear

A coragem é algo grande, quantas vezes você precisar, pode transformar, não tenha receio, basta acreditar, pois de tudo já vi canção.

Acreditar nas palavras ditas e progredir, pois o mundo anda em contramão.

Não busque a honra sem lutar, você pode mudar o que restou!

Vai nosso pedido de ajuda!

Se queremos a vida, que tenhamos a liberdade nos pensamentos, palavras podem erguer cidades, que possamos saciar a sede do irmão, no fundo do coração.

Jesus, torça por mim, quero ser assim, como você e dono de mim!

Fala MEU! Edição 44, ano 2006

Palavras Relacionadas

Comentar

Clique aqui para comentar