Assuntos Diversos

O esperanto e o Espiritismo…

Autor: Edgar Egawa

O esperanto foi criado pelo médico polonês Lázaro Luiz Zamenhof, e seu primeiro manual foi publicado em russo, no ano de 1887. A ideia de seu iniciador, como Zamenhof gostava de ser chamado, em vez de criador, é a de utilizá-lo como idioma internacional neutro. Ele considerava a imposição de línguas nacionais um dos obstáculos para a confraternização entre os povos.

Sua estrutura gramatical é simples, com 16 regras, sem exceções, e as palavras são derivadas do latim, germânico, grego e eslavo. Isso torna o vocabulário de fácil assimilação, principalmente no Ocidente.

A relação com o Espiritismo se inicia no começo do século 20, com a tradução de um artigo sobre o idioma na Revista Reformador, com o mesmo título deste texto. Em 1937, é criado o Departamento de Esperanto da Federação Espírita Brasileira, e em 1940, Ismael Gomes Braga, diretor do Departamento, recebe das mãos de Chico Xavier o texto A Missão do Esperanto, assinado por Emmanuel.

A FEB apoiou, entre outras atividades, a tradução e publicação das Obras Básicas, dos romances de Emannuel (Há 2000 anos e Paulo e Estêvão) e de volumes da série André Luiz (Nosso Lar, Ação e Reação) em esperanto, além de textos em português que fazem referência à língua internacional, como Memórias de um Suicida (Camilo Castelo Branco) e Tragédia em Santa Maria (Bezerra de Menezes), ambos psicografados por Yvone Pereira. Neste último, inclusive, o par de personagens principais é um casal impedido de se unir em uma encarnação anterior e que se reencontra graças ao esperanto.

O movimento esperantista internacional, com encontros em vários níveis, do municipal ao mundial. No Brasil, o Congresso Brasileiro de Esperanto é realizado em meados de julho, todos os anos, em diferentes cidades do país. O Congresso Internacional (ou Universal) de Esperanto é realizado entre julho e agosto, em diferentes países, tendo sido realizado duas vezes no Brasil: uma vez em Brasília (1980) e a outra, em Fortaleza (2002), sendo reportagem da Revista “Isto é” na época.

O movimento esperantista jovem também é bastante ativo, sendo que a Tutmonda Es-perantista Junulara Organizo – TEJO (Organização da Juventude Esperantista Mundial) é responsável por duas publicações: a Kontakto, revista parecida com a Speak Up, com vários níveis de complexidade e com temas variados, e a TEJO Tutmonde, voltada para o movimento esperantista jovem.

Para os interessados, podem se informar através dos sites www.esperanto.org.br (Liga Brasileira de Esperanto) e www.uea.org (Associação Universal de Esperanto). Quanto à relação do esperanto com o Espiritismo, o livro A Língua Que Veio do Céu é uma compilação de textos espíritas, mediúnicos ou não, que falam da importância do esperanto na construção de um mundo melhor, além do site da FEB: www.febnet.org.br

Fala MEU! Edição 59, ano 2008
Palavras Relacionadas

Comentário

Clique aqui para comentar