Assuntos Diversos

Viva bem: “use filtro solar…“

Autor: Thiago Rosa

Use filtro solar!

Há alguns anos atrás um pequeno vídeo publicitário de sete minutos da empresa “DM9” fez um tanto de sucesso entre as pessoas que tiveram acesso, e olhe que não foram poucas que assistiram. O filme com mistura de imagens bonitas, música e uma narração profunda emocionava a quem assistia e despertava um pouco de curiosidade e vontade. Vontade esta de praticar. Aliás, hoje virou música “dance” com narração do apresentador Pedro Bial da Globo, que por sinal, apresenta mais uma edição do tão falado e sarado “Big Brother”.

Normalmente na virada do Ano Novo as pessoas têm manias e necessidades de estabelecerem metas, novas posturas, acabarem com os vícios, casarem, comprarem alguma coisa interessante, serem mais saudáveis, e mais felizes… Pedem muitas vezes aos céus para que a sua vida dê uma virada em 360º, como se fosse o início de algo novo, de algo que nunca teve um início.

Pois bem, quem teve oportunidade de assistir aquele vídeo acredito que seja capaz de recordar de algumas dicas.

A revista “Super Interessante” deste mês de janeiro, tem uma reportagem de capa super-interessante mesmo: “A ciência de viver bem”. O que nos faz recordar e muito sobre as dicas do curta “Filtro Solar” da DM9.

Na verdade são coisas simples, até de conhecimento de todos e que, na verdade, ninguém acaba cumprindo. Por sinal, vemos mais as pessoas se queixarem do que realmente fazerem alguma coisa para mudarem suas rotinas, hábitos alimentares e vícios que muitas vezes jogam pra baixo do tapete.

Que tal então usarmos filtro solar, comer frutas, praticarmos esportes ou exercícios físicos, evitar a bebedeira, largar o cigarro? Quem sabe você não pode trabalhar menos, se preocupar menos, beber mais água, ter mais tempo com os amigos, dormir suas 8 horas diárias, usar fio-dental, ler mais, sorrir mais, comer mais verduras grãos e brotos, comer menos doces e gorduras, endireitar as costas e fazer sexo só com camisinha!?

Será que existem dúvidas que estas dicas são boas?

Na matéria da revista ainda existem 7 outras coisas importantes que você pode fazer para melhorar o seu dia-a-dia e que nós podemos citar aqui sem crise.

Música

Não é sacrifício pra ninguém ouvir umas boas horas de música ou mesmo cantarolar junto. Já foi mais que comprovado que a música tem efeitos benéficos. Pode tanto aguçar a criação como acalmar ou estimular a concentração. Se ela não tem o dom da cura, com certeza malefício nenhum ela irá causar ao doente. E não precisa ser só bossa nova, música clássica ou ‘new age’.

Claro que tem gosto pra tudo. Você pode entrar no carro e colocar um som pra “quebrar o barraco” e ver se relaxa mesmo. Daí eu já tenho minhas dúvidas, é mais fácil atrair obsessores do que outra coisa.

Envelhecer

“Cuide bem dos seus joelhos, um dia você pode precisar muito deles”.

Se em 1900 a expectativa de vida não passava dos 33 anos, hoje ela já chega aos 67. Número que aumenta a cada ano. Em 2050 se espera que 2 bilhões de pessoas no mundo tenham mais de 60 anos. Também com a quantidade de drogas e avanços da medicina, cada vez mais a população vive. E você não vai querer ser um velhinho despreparado para dar trabalho às futuras gerações. É capaz ainda de te colocarem no asilo, ainda mais se você for reclamão.

Também com um monte de dicas como estas, para viver bem, é capaz que você chegue aos 120 anos. Já pensou? Só não sei até que ponto isso é bom ou ruim.

Mesmo assim, quem puder poupar um pouco no bolso e cuidar dos joelhos, pode ter menos dificuldades no futuro.

Quem tem algum significado na vida tem razão para ser feliz. E este significado pode ser em qualquer coisa. Mas a religiosidade é a maior fonte de onde as pessoas buscam a tão sonhada felicidade. As pessoas que possuem alguma religião têm menos depressão, menos ansiedade e índices menores de suicídio.

Já foi comprovado que a fé consegue melhorar o funcionamento do sistema imunológico. Quem possui uma crença, também raramente se envolve com bobagens. Realmente você vai pensar duas vezes antes de cometer algo duvidoso.

Claro que não é só na religião que está esta vontade de viver. Quem não tem crença nenhuma pode muito bem encontrar na vida algumas situações que lhe deem significado para continuar vivendo. Quem sabe um netinho que acabou de nascer, oportunidades de crescimento profissional, algum desafio inovador, algo novo. Claro que são raro as coisas que caem no seu colo enquanto você assiste televisão.

Andar

Que tal umas voltinhas no quarteirão? Parar na banca e falar com o jornaleiro, conversar com aquele morador que você nunca viu no seu bairro, ou que você viu e sempre fingiu que não existe!? Que tal oferecer as horas pra alguém que corre pra algum compromisso enquanto você simplesmente anda?

Andar pelo menos uma horinha por dia faz bem. Mal não faz, isso pode ter certeza. Além disso é o tipo de exercício que combate as gorduras que se localizam entre as vísceras, a mais perigosa, a típica barriguinha de chope. E mesmo assim pode ser divertido e lhe atentar pras coisas simples que talvez você nunca tenha notado, afinal você sempre passa de olho no seu próprio passo. Pode ter certeza que deixar o carro em casa de vez em quando vai lhe fazer bem e você ainda pode contribuir com o meio-ambiente.

Amizade

Tenha pelo menos um amigo. E quando falamos amigo, não é aquela pessoa que você só fala besteiras, dá um tapinha no ombro e depois cada um para o seu canto e talvez, quando vocês forem para caminhos diversos, sabe que nunca mais vão se falar. Isso mostra que este amigo é substituível.

Tenha realmente laços afetivos com pelo menos uma pessoa que confie. Que possa trocar segredos, falar sobre angústias, receios e medos; sobre a menina que lhe causa calafrios ou do chefe que lhe causa arrepios.

Lembre-se sempre que amizade também é doação de si mesmo. Ouvir, abraçar, acariciar, conversar, dialogar, falar. Seja um bom amigo também!

Comer

Coma devagar. Deguste os alimentos e sinta o gosto de cada um deles enquanto mastiga. Aliás, pra quê a pressa? As pessoas tem que comer por prazer e não por compulsão.

Já está provado também que comer rápido demais pode lhe garantir uns quilinhos a mais também. O cérebro demora para avisar ao organismo que você está satisfeito. Por mais que esteja é capaz de você comer sem necessidade, apenas por compulsão. O que lhe renderá mais umas medidas nas roupas e mais sacrifício na balança.

E também tem outra, não existe nada melhor do que compartilhar uma refeição com alguém que a gente goste. A não ser que sua melhor companhia seja a televisão.

Televisão

Ver tevê demais vicia, causa dependência e pode deixar você com uns neurônios a menos. Sim, sim, sim, deixe de ser ranzinza e desligue a televisão. Além de lhe deixar mais preguiçoso e lhe dar também mais uns quilinhos, a televisão não exercita o cérebro como uma leitura, um jogo de tabuleiro, pelo contrário, ela deixa o seu cérebro em repouso e, quanto mais tempo ele estiver em repouso menos necessidade você tem de usá-lo. Vá exercitar a mente. Não é nada chato você deixar de assistir tevê em troca de outra coisa agradável.

Bom, agora basta você saber até onde estas dicas e orientações te servem. Claro que você não deve seguir estas regras, entre outras, com rigidez. Afinal, se as regras existem são para serem quebradas. Mas sempre existe a cautela, a advertência. E claro que nada disso que colocamos aí em cima são coisas ruins. Você só deve ser mais crítico com os seus hábitos. Ver se a sua rotina diária te contempla. Ah, desfrute também das obras básicas de Kardec. Tenho certeza que você vai encontrar tudo isso que dissemos em outras palavras. Cuide do corpo, da mente e seja feliz.

Fala MEU! Edição 35, ano 2006
Palavras Relacionadas

Comentar

Clique aqui para comentar